Ir para o topo da página Ir para o conteúdo principal Ir para o fim da página

Confira este post da GERU

Refinanciar para quitar e dormir tranquilo

[Refinanciar para quitar e dormir tranquilo]

Quem nunca passou por um momento de aperto financeiro, que atire a primeira pedra. Em épocas de crise e altas taxas de desemprego, as pessoas costumam ficar com as finanças ainda mais desorganizadas e acabam recorrendo a recursos como cheque especial, rotativo do cartão de crédito ou até mesmo tomando empréstimos com taxas altas e que pesam no orçamento.

Segundo dados da Pesquisa Nacional de Endividamento, 2016 começou com 61,1% das famílias brasileiras endividadas, contra 57,5% na mesma época em 2015. Já a pesquisa realizada pelo SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito) com brasileiros endividados, revelou que 35% dos consumidores que estão atualmente nessa situação não manteriam o atual padrão de vida nem por um mês caso ficassem desempregados ou passassem por alguma dificuldade financeira. Outro dado alarmante é que 41% dessas pessoas consideram o limite do cartão e cheque especial parte do dinheiro disponível no orçamento mensal, um comportamento de alto risco que dá a ilusão de que o orçamento mensal foi ampliado, mas com altíssimas taxas de juros embutidas que podem ter um papel fundamental para agravar o endividamento.

O primeiro passo para sair do buraco é organizar suas finanças colocando-as em uma planilha para enxergar sua receita, enxugar seus gastos e entender quanto seria possível pagar todo mês para quitar a dívida mais rapidamente. É o passo mais difícil, conhecer e encarar a realidade, mas depois disso será mais fácil encontrar uma saída. Você pode pedir ajuda para especialistas, familiares ou até amigos que já passaram pela mesma situação ou conhecem mais sobre planejamento financeiro. O importante é buscar uma solução para renegociar as dúvidas de um jeito que caiba no seu bolso.

Uma recomendação de muitos especialistas é trocar dívidas com juros mais altos por mais baixos, ou seja, fazer um empréstimo pessoal com juros menores a fim de quitar outras dívidas e ficar apenas com uma linha de crédito concentrada e em condições mais vantajosas. Dessa forma, será possível minimizar os gastos com juros que acabam virando uma bola de neve.

Se este for o seu caso, lembre-se que a Geru oferece empréstimos pessoais com taxas que variam de 25 a 80% ao ano, muito mais baixas do que juros do cartão e do cheque especial. O procedimento é totalmente online e análise de crédito é personalizada, o que economiza tempo e burocracia de quem precisa retomar as rédeas de sua vida financeira. Rapidez, simplicidade e segurança são nossos principais diferenciais.

Mas atenção: apenas refinanciar uma dívida não é solução se você não se conscientizar do que causou o seu endividamento. É preciso repensar sua relação com dinheiro para evitar descontroles no futuro próximo e poder usar recursos como empréstimo pessoal para outros fins, como fazer uma reforma, uma viagem, uma pós-graduação e diversas outras opções. O crédito é um grande aliado, desde que utilizado de forma consciente e planejada.

A Geru está aqui para te ajudar.  Conheça mais sobre nosso crédito pessoal online: www.geru.com.br

 

Autor: GERU

A primeira plataforma Brasileira de empréstimos totalmente online oferecendo juros menores, transparência e satisfação garantida sem sair de casa.

Mais posts

Comentários

Participe da discussão

Posts Relacionados